Dia da Literatura Brasileira, Dia da Literatura Infantil e Dia Internacional do Livro Infantil – Confira!

Dia da Literatura Brasileira, Dia da Literatura Infantil e Dia Internacional do Livro Infantil – Confira!

Você sabia que o dia da literatura brasileira é comemorado em 1º de maio, enquanto o dia da literatura infantil brasileira é comemorado em 18 de abril?

Continue lendo este artigo para conferir mais detalhes dessas datas comemorativas, além de grandes obras da literatura infantojuvenil e como escolher um bom livro infantil, além de muito conteúdo exclusivo para você.

Qual é o Dia da Literatura Brasileira?

Dia da Literatura Brasileira é comemorado em 1º de maio.

A data foi escolhida para homenagear alguns grandes nomes da literatura brasileira e suas obras, que trouxeram uma longa diversidade de escolas literárias, marcando a história da literatura do Brasil no âmbito social e intelectual.

Confira abaixo quando é comemorado o dia do livro infantil, o porquê da data e o que se comemora no dia 18 de abril.

Por que o Dia Nacional do Livro Infantil é no 18 de abril?

18-de-abril-dia-nacional-do-livro-infantil

Porque o dia 18 de abril foi a dada escolhida para homenagear o primeiro escritor do Brasil que escreveu para crianças: Monteiro Lobato, nascido em 18 de abril do ano de 1882.

Portanto, comemora-se o Dia Nacional do Livro Infantil no dia 18 de abril devido ao nascimento de Monteiro Lobato ou dia nacional da literatura infantil.

Então agora você já sabe porque o dia do livro infantil é comemorado 18 de abril, o dia do Monteiro Lobato.

O que se comemora no Dia do Livro Infantil?

No dia nacional do livro infantil é celebrada a literatura infantil brasileira, visando valorizar a importância dos autores (as) e seus livros sobre fábulas, contos, poemas, romances e outros desse gênero, que criam estímulos de criatividade e de imaginação dos pequenos leitores, contribuindo para o crescimento intelectual das crianças.

O início da formação de novos leitores se dá, muitas vezes, pela literatura infantil e, por este motivo, deve ser incentivada a comemoração do Dia Nacional do Livro Infantil e de todos os autores que se dedicam a contribuir por um país mais desenvolvido de leitores.

Quem foi Monteiro Lobato?

Monteiro Lobato é considerado o pai da literatura infantil brasileira, porque foi o primeiro escritor que se dedicou à literatura brasileira para crianças.

Uma das obras mais famosas de Monteiro Lobato foi o Sítio do Picapau Amarelo, que ganhou bastante destaque após passar na televisão e preencher a infância das crianças com as histórias da Dona Benta, Narizinho, Pedrinho, Emília, Visconde de Sabugosa, Tia Nastácia e com os ensinamentos sobre o folclore brasileiro.

O programa da TV em que passou o Sítio do Pica-Pau Amarelo foi baseado na obra de Lobato, que misturou o folclore brasileiro, histórias dos personagens de Monteiro Lobato, citados acima, com temas contemporâneos.

Lobato é muito conhecido pela sua capacidade de misturar realidade e fantasia, dando asas à imaginação do leitor, ao mesmo tempo que consegue transmitir mensagens importantes, divertidas e misteriosas, através de aventuras e de personagens que dão significado a alguns assuntos de extrema importância da sociedade.

Se você quiser saber mais sobre quem foi Monteiro Lobato e sua importância para a literatura brasileira, clique no link.

7 Grandes Obras da Literatura Brasileira Infantojuvenil – Resumo

Confira abaixo alguns nomes de livros infantil que você não pode perder:

1 – O Meu Pé de Laranja LimaJosé Mauro de Vasconcelos

Trata-se de um livro infantil clássico da literatura brasileira, que teve algumas adaptações para o cinema, teatro e televisão.

O livro conta a história do Zezé, de 6 anos, que vive em um modesto bairro no Rio de Janeiro.

Seu pai estava desempregado e sua família estava passando por dificuldades.

Apesar das limitações que o mundo lhe colocava, o garoto vivia aprontando, pois não se conformava com sua situação atual.

Preferia viajar na sua imaginação, brincar, explora as coisas, descobrir novos horizonte.

Ele respondia os adultos e se enfiava em confusões, o que lhe custava grandes surras de seu pai e de sua irmã mais velha.

Mas, apesar de tudo, Zezé descobriu a alegria e a tristeza, que foram muito bem colocadas no livro, que alcançou grande popularidade.

2 – As aventuras de PinóquioCarlo Collodi

O livro As aventuras de Pinóquio narra a história de um pedaço de madeira que falava e que misteriosamente apareceu no trabalho do mestre Cereja.

O marceneiro acabou dando o pedaço de madeira viva ao seu amigo Gepeto, que tinha grandes de fabricar um boneco de marionete, que fosse capaz de fazer danças e dar saltos para o alto, para atrair o mundo com essa atração inédita.

Mas esses planos não deram certo.

Logo que nasceu, Pinóquio já começou a aprontar. Tirou a peruca de seu “pai”, e curiosamente seu nariz começou a ficar maior.

Pinóquio se metia em uma confusão atrás de outra.

As aventuras de Pinóquio é uma obra original de Carlo Collodi e foi publicada em 1883, mas continua sendo um clássico que contém uma mensagem atual até os dias de hoje.

Durante o período de transformação do boneco em menino, Pinóquio teve que enfrentar algumas dificuldades de noites longas e frias, se deparou com a lei, teve uma fome terrível e passou pela solidão da condição dos homens.

É um livro que aborda fantasia, humor e ironia, sendo uma das melhores obras da literatura brasileira infantojuvenil, indicado para todas as idades.

3 – O mágico de Oz Frank Baum

Quando Dorothy, seus tios e seu cachorro são levados para a Terra de Oz, ela acaba encontrando novos amigos, como o Espantalho, o Lenhador de Lata e o Leão Covarde, e acabou vivendo histórias bem marcantes, mas também precisou encarar perigos e enfrentar seus medos internos.

Em um determinado momento, a garota acaba descobrindo que seus Sapatos de Prata possuem poderes especiais, que podem levá-la para onde quiser.

Só que ela acaba descobrindo que a própria casa era o melhor lugar do mundo.

Trata-se de um livro infantojuvenil clássico para todas as idades, pois possui uma mensagem reflexiva sobre darmos valor ao que já temos.

4 – Viagem ao centro da TerraJúlio Verne

O livro conta a história de Lidenbrock, um cientista que foi com o seu sobrinho Axel à Islândia para tentar repetir a façanha que descobriu em um livro antigo, de um pergaminho criptografado, descoberto por um famoso alquimista do século XVI, que conseguiu viajar ao centro da Terra.

5 – O MinotauroMonteiro Lobato

Uma das mais marcantes aventuras do Sítio do Picapau Amarelo foi O Minotauro, onde Monteiro Lobato conseguiu unir educação e diversão.

O livro foi valorizado pelas ilustrações de Odilon Moraes e voltou às livrarias, dando uma oportunidade para os adultos de reviverem a leitura desse livro divertido com seus filhos.

As obras de Monteiro Lobato sempre estarão entre as mais sofisticadas e significativas da literatura brasileira infantil.

A Dona Benta e a Narizinho acabaram tendo que frequentar os salões atenienses lá da época de Péricles, enquanto a Emília, o Pedrinho e o Visconde de Sabugosa tiveram que se envolver numa aventura mirabolante com os semideuses e com aquelas criaturas da mitologia grega para salvar a Tia Nastácia, que tinha sido pega no casamento da Branca de Neve por alguns monstros, enquanto estava distraída cozinhando.

A sábia Dona Benta, ficou completamente emocionada porque encontrou pessoalmente o jovem Sócrates, um dos maiores filósofos até hoje.

6 – O reizinho mandãoRuth Rocha

O livro conta a história de um rei sábio e justo, que acabou falecendo.

Seu filho acabou herdando o trono, mas ele era mimado e mandão.

A criação de leis absurdas e o seu autoritarismo fez com que o seu povo perdesse a voz, de tanto que mandava calar a boca, e ninguém sabia o que dizer.

Até que um dia esse reizinho se sentiu culpado e ficou triste, porque já não havia conversa, e buscou o conhecimento e o conselho de um sábio do reino vizinho, para fazer as coisas voltarem ao normal.

O livro trás consigo uma mensagem sobre o poder versos o direito de liberdade de falar, que vale a pena ser lido.

7 – O menino no espelhoFernando Sabino

O livro o menino no espelho retrata a história do Fernando, que é o próprio autor do livro, e fala sobre as fantasias da sua infância com algumas aventuras diferentes, como ensinar uma galinha a falar, voar com os pássaros, aprender a ficar invisível e até mesmo se encontrar com o Tarzã e visitar o Sítio do Picapau Amarelo.

A mensagem desse livro é muito interessante, porque o menino que se vê no espelho acaba encontrando o melhor de si, fazendo uma projeção da pureza de uma criança, que foi simbolizada de forma luminosa no livro.

Trata-se de um livro com um mundo de magia e surpresas, escrito por Fernando Sabino com um encantamento sem igual, e que serve para crianças e adultos.

Outras Obras Imperdíveis da Literatura Brasileira

Também vale a pena conferir as obras da literatura infantojuvenil abaixo:

  • A bolsa amarela
  • Alice no País das Maravilhas, de Lewis Carroll
  • O menino maluquinho, de Ziraldo
  • O gênio do crime, de João Carlos Marinho
  • Meninos sem pátria, de Luiz Puntel
  • Bisa Bia, bisa Bel

Veja agora como escolher um bom livro infantil.

Como escolher um bom livro infantil

Confira nossas dicas de como escolher um bom livro infantil para que, na próxima vez que você for a uma livraria ou biblioteca, você faça a melhor decisão de compra de livro infantil para a sua criança.

Você vai ser capaz de escolher um livro com o nível de leitura e compreensão apropriado para a idade da criança e encontrar bons livros infantis, que certamente criarão uma memória positiva na infância e isso poderá desenvolver o hábito da leitura do seu pequeno.

Vamos te passar noções básicas para você conseguir avaliar a qualidade e se o livro infantil é adequado para a idade da criança. Confira:

  • Histórias interessantes, que passam uma mensagem positiva;
  • Assuntos que você gostaria que a criança aprendesse;
  • Vocabulário adequado para a idade da criança;
  • Personagens que estimulam a imaginação da criança;
  • Leitura clara e fluída;
  • O autor do livro possui autoridade no assunto?
  • Informações organizadas, que estimulam a leitura até o final e que dão vida ao texto;
  • Imagens e desenhos de alta qualidade e de acordo com o texto;
  • Livros legais e divertidos, que estimulem entusiasmo na criança;
  • Peça para seu filho ajudar a escolher um livro de seu interesse e analise se é adequado para a sua faixa etária;
  • Escolha bons livros infantis premiados e best-sellers;

Antes de comprar, se questione o que a criança vai aprender com as recomendações no livro.

Atividades para o Dia Nacional do Livro Infantil

O melhor conselho é o exemplo, concorda?

Então, uma das atividades para o dia nacional do livro infantil que você pode fazer com o seu pequeno é reservar um tempo para ler com sua criança.

Você é capaz de escolher o conhecimento que você quer que ele aprenda, com base na mensagem final que o livro quer passar.

Bons livros infantis são aqueles que conseguem fazer a criança refletir e melhorar os seus comportamentos, dentre outras coisas.

O hábito da leitura é uma das maiores atitudes para você incentivar em uma criança, pois permite o desenvolvimento da imaginação e inteligência, que geram capacidades e enriquecem a vida.

Ensinar como ele pode encontrar livros que o agradem e ajudá-lo a descobrir as perguntas e questionamento que a criança tem certamente virará uma habilidade e capacidade incrível na fase adulta.

Não deixe de conferir nosso artigo sobre os 10 livros infantis antigos que encantam as crianças até hoje.

Dia Internacional do Livro Infantil

O Dia Internacional do Livro Infantil é organizado e comemorado todo dia 2 de abril, desde 1967, por uma organização internacional sem fins lucrativos, a IBBY – International Board on Books for Young People.

O objetivo é inspirar o gosto pela leitura dos livros infantis e promover a alfabetização das crianças pequenas.

Os professores, todos os anos, celebram o dia 02 de abril a fim de lembrar as crianças e suas famílias da importância da leitura, além de incentivar professores a participarem da leitura e de eventos nas suas comunidades locais.

Os eventos geralmente são organizados nas bibliotecas, centros comunitários e nas escolas, sendo convidadas as famílias e crianças para comemorar O Dia Internacional do Livro Infantil.

O dia 02 de abril foi escolhido para fazer uma homenagem ao escritor dinamarquês Hans Christian Andersen, que nasceu no mesmo dia.

Hans Christian Andersen inaugurou a adaptação de fábulas para a linguagem infantil, criando livros específicos para as crianças, como “O Patinho Feio”, “A pequena Sereia” e a “A Polergazinha”.

Todos os anos, uma Seção Nacional diversa do IBBY tem a chance de ser a patrocinadora internacional do ICBD, que opta por um tema e faz o convite de um autor destacado do país para se dispor a escrever uma mensagem, que é direcionada para as crianças em todo o mundo.

Também é escolhido um ilustrador para fazer o desenho de um pôster, tudo para promover o livro e a leitura de diferentes maneiras.

Muitas das Seções realizadas no IBBY acabam promovendo o ICBD por meio de mídia e conseguem organizar algumas atividades nas escolas e nas bibliotecas públicas.

O ICBD também faz celebrações dos livros infantis e encontros com autores e ilustradores, além de anúncios de prêmios de livros.

Em 2022, a IBBY Canada vai ser a patrocinadora do Dia Internacional do Livro Infantil.

RedatorLobato

Deixe o seu comentário! Os comentários não serão disponibilizados publicamente

Outros artigos

Otimizado por Lucas Ferraz.