Os 10 Livros Infantis Antigos que Encantam Crianças e Adultos até os dias de Hoje

Os 10 Livros Infantis Antigos que Encantam Crianças e Adultos até os dias de Hoje

Talvez você se lembre de alguns livros infantis antigos, que fizeram sucesso nos anos 70 e 80.

Apresentar uma história que marcou a sua infância para uma criança e perceber seu envolvimento com a narrativa traz uma sensação bem diferente.

Existem vários livros antigos infantil que ultrapassam gerações e continuam marcando a infância dos pequenos, sabia?

Separamos dez livros infantis antigos para você apreciar junto com a criança e reviver as histórias que marcaram a memória de várias gerações.

Preparado para viajar no tempo?

Livros infantis antigos que encantam

  • Marcelo, Marmelo, MarteloRuth Rocha
  • Lúcia já-vou-indoMaria Heloísa Penteado
  • O menino maluquinhoZiraldo Alves Pinto
  • O pequeno príncipeAntoine de Saint-Exupéry
  • A Bolsa AmarelaLygia Bojunga
  • O Meu Pé de Laranja LimaJosé Mauro de Vasconcelos
  • A História dos PingosMary França
  • Menina bonita do laço de fitaAna Maria Machado
  • O Picapau Amarelo Monteiro Lobato
  • Caçadas de PedrinhoMonteiro Lobato

Porque livros infantis antigos são bons aliados?

Os livros infantis antigos são excelentes aliados pois proporcionam experiências incríveis entre pais e filhos:

  • Traz a tona o passado
  • Faz a conversa ficar divertida após a leitura
  • É uma experiência única mostrar a criança com quais livros você começou a leitura
  • Traz mais proximidade entre pais e filhos
  • São clássicos da literatura infantil

Então confira alguns nomes de livros infantil abaixo, com seu autor e um breve resumo.

Livros-Infantis-Antigos-que-Encantam-Crianças-e-Adultos-até-os-dias-de-Hoje

1- Marcelo, Marmelo, MarteloRuth Rocha

Trata-se de um dos livros publicados em 1970, mais especificamente em 1976, que contém ensinamentos atuais até os dias de hoje.

Como a grande maioria das crianças, o menino não gosta nada de ser monitorado no dia a dia e acaba decidindo criar palavras novas para alguns objetos, como sentador, ao invés de cadeira, por exemplo.

Esse é um dos livros infantis antigos para relembrar os velhos tempos e para expandir o vocabulário de casa com criatividade e diversão.

Marcelo, Marmelo e Martelo são garotos que possuem vivacidade e que resolvem seus problemas de forma divertida.

O livro passa a mensagem da importância da superação das diferenças e da amizade, tornando algumas situações cotidianas encantadas pelos garotos.

As palavras de Ruth Rocha conseguem atingir a imaginação do leitor de uma forma diferente, nos possíveis caminhos a serem percorridos nas cidades.

O livro Marcelo, Marmelo, Martelo é daqueles livros infantis antigos que marcaram as gerações antigas e que continuam sendo de importante leitura para as crianças de hoje.

Ruth Rocha conta histórias do cotidiano das cidades de uma forma inovadora, pois consegue dar vida às páginas e passar várias mensagens, como a importância da amizade e da superação de diferenças.

2- Lúcia já-vou-indoMaria Heloísa Penteado

Esse também é um dos livros publicados em 1970, mais especificamente em 1978, que foi um tremendo sucesso e continua sendo um clássico da literatura infantil até os dias de hoje.

A lesma Lúcia foi convidada para uma festa com os bichos da floresta.

A capa de livro infantil demonstra a aparência da Lúcia, com um laço amarelo no cabelo e uma bolsa pendurada nos braços, ela teve que sair de casa uma semana antes.

Mesmo assim, pela lentidão dos seus passos, quando Lúcia conseguiu chegar na árvore que aconteceria toda a diversão, a festa já tinha acabado.

Lúcia chorou pelo ocorrido, mas se deparou com uma libélula, que escutou suas lamentações e teve uma super ideia para contornar essa situação.

Agora, é a Lúcia que vai dar uma festa e os seus amiguinhos insetos vão ajudá-la.

A reflexão que fica no ar é quem são os seus verdadeiros amigos?

Quem está realmente do seu lado para, por exemplo, fazer uma festa para você?

A história de Lúcia nos passa uma mensagem sobre a importância de se ter bons amigos na nossa caminhada.

Sem dúvidas, é um daqueles livros infantis antigos para ler com o pequeno.

3- O menino maluquinhoZiraldo Alves Pinto

Uma das perguntas mais comuns é por que o menino vive com uma grande panela na cabeça, como se fosse um chapéu, não é mesmo?

O livro transmite a ideia da importância de sermos fiel à nossa personalidade e às nossas preferências, independente da opinião dos outros.

O menino maluquinho é um daqueles livros infantis antigos para relembrar as velhas brincadeiras de rua do tempo antigo. A leitura em conjunto vai permitir que você converse com seu pequeno sobre como você se divertia na sua infância.

Além do livro, O Menino Maluquinho ficou muito conhecido pelas histórias em quadrinhos, série de televisão, novela, teatro, cinema, óperas e usado como tema em vários produtos para crianças.

Trata-se de um livro infantil anos 80, que continua sendo um dos grandes clássicos da literatura infantil brasileira!

O Maluquinho é um menino alegre e com muita personalidade e imaginação fértil, que está sempre rodeado de amigos, que nos diverte com suas páginas de traquinagens.

Sua ingenuidade e doçura traz leveza para o texto e, mesmo se passando mais de 30 anos, o livro continua atual e um dos clássicos da literatura infantil.

4- O pequeno príncipeAntoine de Saint-Exupéry

livro-o-pequeno-príncipe

O pequeno príncipe é um dos livros infantis antigos recomendado para todas as faixas etárias, porque contém mensagens atemporais, como por exemplo, na passagem que diz que “o essencial é invisível aos olhos”.

O livro traz uma série de reflexões sobre assuntos atuais e reforça que somos mais que aparências, nesse planeta em que vivemos.

Existem coisas que não podemos ver, mas que sentimos, como a fé, o amor, a amizade, a generosidade, além de um resgate no nosso interior.

A narrativa do livro pequeno príncipe é sobre um piloto, que caiu em um deserto e encontrou o pequeno príncipe.

A partir daí, são inúmeras reflexões filosóficas, com ensinamentos para crianças e adultos sobre a questão da solidão e o que realmente importa.

Sem dúvidas, é um dos livros infantis antigos que vale a pena a leitura ou releitura, pois os ensinamentos são mais atuais que nunca.

“Tu te tornas eternamente responsável por aquilo que cativas”.

O interessante é que cada faixa etária terá uma reflexão e aprendizado diferente, de acordo com que o viu, ouviu e sentiu.

Os mais novos podem despertar o espírito de aventureiro, instigando uma curiosidade sobre o mundo.

Apesar de ser um dos livros para 9 anos, os adultos também poderão abrir suas mentes sobre a questão da valorização das pequenas coisas e da vulnerabilidade e importância de se ter empatia.

Sem dúvidas, o pequeno príncipe é um daqueles livros infantis antigos que vale a pena a releitura, pois mexe com a nossa memória e com os nossos sentimentos.

5- A Bolsa AmarelaLygia Bojunga

O livro conta a história de Raquel, filha caçula, que não é levada muito a sério pela sua família no seu mundo infantil.

Raquel três grandes desejos: ser grande, ter nascido garoto e se tornar uma escritora!

Sua tia acaba se desapegando de uma bolsa amarela e Raquel aproveita o espaço para colocar esses seus desejos e outras histórias.

A narrativa consegue mesclar o imaginário com o real, encantando os leitores na leitura.

Lygia Bojunga nos convida a repensar a infância com uma escrita sensível e de uma maneira diferente, retratando que a criança também tem suas vontades, desejos, amigos secretos e um mundo cheio de fantasia.

No livro A Bolsa Amarela, o leitor acaba vivendo a aventura dessa doce criança e refletindo sobre a estrutura familiar – tradicional em muitos lares-, que muitas vezes acaba abafando as vontades da criança.

Em um determinado momento, uma aventura espiritual acontece com a garota e ela segue em direção de sua afirmação como pessoa.

O livro A Bolsa Amarela recebeu um importante selo de ouro da Fundação Nacional do Livro Infantil e Juvenil, por ter sido considerado “o melhor para a criança”.

Sem dúvidas, é daqueles livros infantis antigos que vale a pena a releitura com a criança, pois contém ensinamentos para a vida.

6- O Meu Pé de Laranja LimaJosé Mauro de Vasconcelos

O livro O Meu Pé de Laranja Lima conta a história de Zezé, um menino de apenas 5 anos, que vive com uma família grande, que enfrenta uma série de dificuldades para sustentar os seus filhos.

Por conta disso, Zezé tem que cuidar do seu irmão mais novo.

A doce criança tem um pé de laranja lima, o Xururuca, como seu melhor amigo, com quem consegue dividir suas fantasias, diversão e aprendizado.

O livro O Meu Pé de Laranja Lima consegue atingir o coração do leitor e passar uma mensagem sobre educação além das palavras, sendo considerado um dos livros infantis antigos mais bem quistos pela sociedade, além de ser um clássico da literatura infantil.

Desde cedo, essa obra foi levada às escolas de todo o Brasil, visto sua importância para o mundo infantil.

Inclusive, o livro está presente em mais de 19 países, com 52 idiomas diferentes.

Uma curiosidade é que esse livro virou uma telenovela e foi um grande sucesso no cinema.

Portanto, O Meu Pé de Laranja Lima deve ser um daqueles livros infantis antigos que fazer parte da leitura e estar na cabeceira do quarto da criança.

7- A História dos PingosMary França

O livro A História dos Pingos nos mostra 7 personagens: Pingo-de-Fogo, Pingo-de-Sol, Pingo-de-Ouro, Pingo-de-Céu, Pingo-de-Mar, Pingo-de-Lua e Pingo-de-Flor.

Apesar das semelhantes dos pingos, cada um tem sua própria cor.

A história acaba desvendando a relação entre as cores e a personalidade de cada pingo, o que acaba sendo uma descoberta para os pequenos leitores, que acabam se identificando com as características e qualidades de cada um dos pingos.

A História dos Pingos é um daqueles livros infantis antigos que traz uma abordagem sobre a diversidade e que vem encantando adultos há gerações!

Inclusive, o livro foi desenho e também participou de pequenos filmes.

A leitura permite a compreensão dos “Pingos” do mundo ao nosso redor, seus comportamentos, a forma que agem, qual é a diferença e semelhança entre eles.

É uma excelente abordagem, divertida e suave, que nos permite conseguir explorar os clássicos da literatura infantil em forma de fantasia.

8- Menina bonita do laço de fitaAna Maria Machado

Este livro traz a reflexão sobre o tema da diversidade racial, orgulho e autoestima das crianças negras.

A história mostra uma menina negra muito bonita, que é admirada por um coelho branquinho.

O coelho busca descobrir o que precisa fazer para se tornar pretinho como a garota.

O livro mostra a importância da valorização da ancestralidade e da diversidade racial para as crianças.

Trata-se de um livro infantil anos 80, publicado em 1986 que, sem dúvidas, é um dos livros infantis antigos para você ler com seu pequeno.

9- O Picapau AmareloMonteiro Lobato

Monteiro Lobato é considerado o pai da literatura infantil brasileira.

Para se ter uma ideia, o Dia Nacional do Livro Infantil é comemorado no dia do nascimento de Monteiro Lobato, no dia 18 de abril.

Lobato criou inúmeras histórias para o público infantil brasileiro, que marcaram gerações e mexeram com o imaginário das crianças.

Várias dessas produções foram levadas para o cinema, para o teatro e a para as telas da televisão.

Em O picapau amarelo, a Dona Benta, a Narizinho e o Pedrinho conviveram com algumas criaturas do mundo da fantasia e do folclore brasileiro, como fadas, princesas, o saci, etc.

Trata-se um lugar mágico e encantado, onde tudo é possível com o famoso poder do faz de conta.

Lobato criou uma obra sem precedentes em seu tempo, que antecipou recursos da literatura, que foram comuns décadas depois.

Monteiro Lobato tirou várias de suas inspirações nos livros que leu na infância, na biblioteca de seu avô, o famoso Visconde de Tremembé.

Uma curiosidade é que o pai da literatura infantil foi alfabetizado dentro de casa, pela sua mãe, e sempre gostou da leitura e da escrita.

Monteiro Lobato foi o primeiro escritor da literatura infantil que teve a ousadia de usar personagens locais.

Outra curiosidade é que o Sítio do Picapau Amarelo existiu e estava situado na cidade de Taubaté, estado de São Paulo.

10- Caçadas de PedrinhoMonteiro Lobato

No livro Caçadas de Pedrinho, é possível ver Pedrinho, neto de Dona Benta, com uma postura corajosa e arrogante.

Ele estava a procura de um animal grande e esquisito, com rastros maiores do que de um gato, que acabou se cruzando sem querer nas redondezas do famoso Sítio do Picapau Amarelo.

Suspeitando ter visto uma onça, Pedrinho convocou a Narizinho, o Rabicó, a boneca de pano Emília e o sábio Visconde de Sabugosa para acharem a fera, a onça pintada.

Pedrinho comenta que o que tem valor não é ser gente grande, mas ter coragem.

A obra Caçadas de Pedrinho teve uma recente adaptação por Maurício de Souza e Regina Zilberman, que suavizaram trechos que tocavam na polêmica questão do racismo e da agressão aos animais.

Monteiro Lobato escreveu o livro em um tempo e em um contexto completamente diferente da atualidade e, por este motivo, alguns trechos do livro acabaram entrando em conflito com as lutas atuais.

O livro Caçadas de Pedrinho relata as crianças se juntando e agredindo a fera, trecho que acaba causando espanto e desconforto nos leitores, assim como a forma pejorativa que a Tia Nastácia é chamada pelos membros do sítio, por ser negra.

Mas a nova edição do livro Caçadas de Pedrinho conseguiu lidar de uma nova maneira com esses trechos e, sem dúvidas, esse é um dos livros infantis antigos que vale a pena a leitura.

Os Clássicos da Literatura Infantil Brasileira

Alguns livros infantis antigos ganharam bastante destaque e se tornaram grandes clássicos da literatura infantil brasileira.

Trata-se de livros infantis famosos que são recomendadas por educadores e que até os dias atuais são trabalhadas dentro da sala de aula com as crianças.

Isso só acontece porque a leitura desses livros infantis antigos realmente vale a pena, seja porque são obras-primas, seja porque marcaram uma geração de crianças, com suas mensagens e reflexões ainda atuais.

Além desses 10 clássicos da literatura infantil que apresentamos nesse artigo, existe uma enorme lista com livros incríveis, que não convém passar aqui, até para não confundir sua cabeça.

Preferimos passar o Top 10 livros infantis antigos, porque são livros que marcaram a memória e os corações de inúmeros leitores mais antigos, que podem passar essa experiência de leitura para os pequenos leitores, em cada um dos lares.

O Conceito de Literatura Infantil

Criada especificamente para as crianças, a literatura infantil é destinada aos pequenos de dois a dez anos de idade.

O conteúdo a ser abordado deve possuir uma linguagem simples, de fácil entendimento e compreensão pelas crianças.

Os temas dos livros costumam tratar, de forma divertida, sobre assuntos e dificuldades do dia a dia, capazes de ajudar o amadurecimento das crianças.

A literatura infantil tem o objetivo de ajudar os pais no desenvolvimento intelectual da criança, em suas diferentes fases.

Atualmente, existem livros que ajudam os pais no tão complicado desfralde, medo, raiva, amizades, sentimentos, generosidade, compreensão, etc.

A literatura infantil é uma importante ferramenta, que deve estar associada à rotina familiar para ter melhores resultados.

É importante que os pais saibam o que querem resolver no momento e, a partir disso, buscar um livro, mesmo que seja um livro infantil ilustrado, mas que consiga tratar do problema, de forma divertida e encantadora.

É possível encontrar autores de livros infantis antigos e até mesmo autores mais atuais, que são completamente voltados ao público infantil, que se especializam cada vez mais para atender às demandas da criançada.

Conclusão sobre os Livros Infantis Antigos

Uma das formas de reviver bons momentos e matar a saudade do passado é recriando experiências com nossos pequenos.

Por isso, a leitura de bons livros infantis antigos é tão importante para passarmos por esse momento tão delicado que estamos vivendo.

Na ausência de tempos melhores, acabamos nos recorrendo às boas memórias que vivemos na nossa infância, com aqueles livros antigos que nos faziam voar na imaginação.

Apesar de não ser possível voltar ao tempo, existem algumas alternativas para mexer com nosso coração, especialmente com livros classicos infantil que marcaram nossa infância.

A fim de facilitar essa experiência, passamos uma lista com um breve resumo dos 10 melhores livros infantis antigos, para você se deliciar com o mundo de fantasias e contos, recheados de grandes ensinamentos e valores de moral e ética, atuais até os dias de hoje.

Explicamos o conceito da literatura infantil e reforçamos os clássicos da literatura infantil brasileira, que certamente você já leu, seja na biblioteca da escola ou acompanhado por seus pais ou avós.

Seus pequenos podem gostar desses clássicos tanto quanto você um dia gostou!

Uma dica que já demos em outro artigo é sempre optar por um livro de capa dura infantil, devido à maior durabilidade que terão nas mãos dos pequenos.

RedatorLobato

Deixe o seu comentário! Os comentários não serão disponibilizados publicamente

Outros artigos

Otimizado por Lucas Ferraz.