Método Fônico de Alfabetização

Você sabe o que é o método fônico de alfabetização, qual a sua importância, como realizar a sua implementação e quais resultados esse método gera?

Continue lendo este artigo, pois responderemos a todas essas perguntas.

Os professores precisam analisar as necessidades de cada aluno e da turma como um todo para elaborar a estratégia de ensino mais eficaz.

Existem inúmeras abordagens, incluindo processos analíticos e construtivistas, bem como outras mais sintéticas, como alfabetização fonética e outras variações.

É importante pesar as vantagens e as desvantagens de cada estratégia em relação às várias fases do desenvolvimento de uma criança.

Continue lendo para entender melhor sobre o método fônico de alfabetização.

O que é o método fônico de alfabetização?

curso método fônico de alfabetização

Por meio da associação entre a letra e o som, o sistema do método fônico de alfabetização auxilia leitores iniciantes a compreenderem a ligação entre eles para a formação de padrões ortográficos e correspondências, auxiliando a aplicação desse entendimento na leitura.

Toda a pronúncia da palavra é construída a partir da combinação dos sons iniciais.

Esse tipo de letramento começou a evoluir em resposta a mais uma crítica à abordagem alfabética ou ortográfica, que predominou até a década de 1980.

Mas com que precisão opera a abordagem fônica?

Antes de apenas entregar um livro para uma criança ler, a técnica fônica visa ensinar os sons das letras e dos fonemas.

A próxima etapa é juntar alguns deles para formar uma palavra, assim que alguns deles foram capturados.

Gostou dos exemplos de atividades acima? Então clique aqui para conferir o site oficial com mais de 325 páginas de atividades + bônus exclusivos.

Por que o método fônico de alfabetização é importante?

O método fônico de alfabetização proporciona o desenvolvimento da leitura e da escrita avançadas de maneira mais rápida e eficiente em relação a outros métodos linguísticos atuais.

Estudos recentes mostraram que o método fonético é eficaz para ajudar crianças com transtorno do espectro autista (TEA) a aprender a ler e a escrever, partindo do pressuposto de que o cérebro assimila muito melhor aos sons.

Esses alunos podem encontrar o fonema que acompanha o grafema e saber o que é. No entanto, eles têm dificuldade de articular fonemas, especialmente para letras com grafemas como b e p.

Assim, é importante que as crianças aprendam a consciência fonológica, pois está relacionada às habilidades linguísticas como escrever, falar e ler.

método fônico de alfabetização

A melhor maneira de aprender a ler e escrever é pelo método fonético, que dá mais independência aos leitores.

Aliás, uma criança não pode aprender a ler apenas sabendo os nomes das letras.

Por exemplo, se esta criança conhece as quatro letras da palavra “bola”, ela não será capaz de formar a palavra juntando as letras.

Isso significa que uma pessoa que não sabe ler não consegue entender a grafia de uma palavra apenas conhecendo as letras.

Então, além de saber o nome da letra, a criança precisa conhecer o som ou sons que aquela letra faz.

Estes sons ajudam a criança a entender como o alfabeto funciona.

A criança não será capaz de ler a palavra “BOLA”, até que saiba como cada letra soa e possa juntá-las para formar um bloco de sons que soletre a palavra.

Método fônico na PNA

A PNA ou Política Nacional de Alfabetização foi implantada em 2019, com o objetivo de fornecer aos estados e municípios uma diretriz para a educação básica no Brasil e obrigar que todas as crianças recebam educação até o terceiro ano do ensino fundamental, alfabetizado.

A Ciência Cognitiva da Leitura serve de base para o PNA-2019, que tem como foco a técnica fônica.

A alfabetização é definida como o ensino de habilidades de leitura e escrita, usando um sistema alfabético para transmitir a alfabetização com base nos princípios da psicologia cognitiva e da neurociência, desenvolvimento de alfabetização e aprendizado de numeramento (cognição matemática).

A abordagem fônica do ensino de alfabetização usa a relação entre o grafema, ou letra, e o fonema, ou som, para transmitir conhecimento.

O objetivo principal do treinamento fonético é ensinar às crianças e/ou leitores iniciantes como as letras estão conectadas aos sons, para construir correspondências letra-som, padrões de ortografia e como usar essas informações durante a leitura.

Como implementar o método fônico de alfabetização?

consciência fonológica

Abaixo, explicaremos com detalhes sobre como implementar o método fônico de alfabetização.

1. Comece com o som das letras

O conceito respeita o desenvolvimento da alfabetização, introduzindo gradualmente as letras e as palavras para desenvolver leitores conscientes.

O mais típico é que as vogais sejam trabalhadas primeiro e depois as consoantes.

No instante seguinte, são ditas palavras que são instantaneamente reconhecidas.

O estudo posterior com os gêneros textuais sinaliza a conclusão da alfabetização.

Os alunos podem desenvolver gradualmente a fluência textual, graças a essa progressividade, podendo eventualmente ler até palavras que não vêm à mente imediatamente.

2 . Faça a combinação de sons

Um bom momento para começar a ajudar os alunos a combinarem letras e sílabas é quando eles podem reconhecer e associar cada letra do alfabeto a um som específico.

As atividades criadas pelo professor, em sala de aula, podem incluir jogos de troca de sílabas e letras no tabuleiro ou jogos de cartas para a formação de palavras.

Como resultado, a criança aprende enquanto se diverte.

3 . Ensine a montagem de frases

Os alunos nessa fase já dominam a capacidade de distinguir entre os vários fonemas que compõem as letras do alfabeto e como juntá-los em sílabas.

Por exemplo, o professor tem a liberdade de optar por uma palavra e pedir aos alunos que componham frases com base nessa palavra.

Neste ponto, os alunos estão prontos para começarem a escrever pequenos textos em prosa e são capazes de ser expostos a uma ampla gama de formas literárias.

Por fim, ler e escrever histórias, canções, rimas e poemas é uma excelente forma de estimular a inventividade de crianças e jovens.

Vale a pena o método fônico de alfabetização?

Como o método fônico de alfabetização ajuda a desenvolver a leitura e a escrita de maneira mais rápida e eficiente em relação a outros métodos linguísticos atuais, então vale a pena testar esse método.

Através da utilização de atividades que contenham sílabas simples você pode ajudar na alfabetização de uma criança de forma rápida e fácil.

Apesar de existir inúmeras estratégias para ajudar os alunos, o método fônico de alfabetização e a consciência fonológica podem apresentar as letras e os sons do alfabeto de forma lúdica, estimulando a aprendizagem de forma divertida.

Antes de usar o método fônico de alfabetização ou outros métodos em sala de aula, a escola deve avaliar tanto o conteúdo quanto o contexto social em que seus alunos estão aprendendo.

Em relação ao tempo de adaptação, é fundamental levar o tempo de aprendizagem do aluno em consideração e respeitá-lo ao usar o método fônico de alfabetização.

Por fim, não existe uma abordagem única para a educação. Por isso, é importante avaliar, encorajar e buscar conhecer a origem de qualquer desafio por parte da criança.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.